WhatsApp

83999517193

Anúncio
Será?

Sertão da PB só terá água da transposição pelo eixo norte em 2021.

Obras do eixo norte da transposição ainda não foram totalmente concluídas e água só chegará até parte do Ceará.

01/08/2019 07h19
Por: Edgar Júnior
Fonte: Imaculada Online
122

O Sertão paraibano só vai receber água da transposição do São Francisco pelo eixo norte da obra a partir de 2021. A informação foi dada ao Portal Correio nesta quarta-feira (31) pelo presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), Porfírio Catão, após o Governo Federal publicar uma portaria sobre o assunto.

O documento define as diretrizes básicas para elaboração do Plano de Gestão Anual (PGA) do exercício 2020 do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF). Nele, o governo definiu que todo o eixo leste da transposição irá funcionar normalmente, mas que o eixo norte terá estrutura apenas até o reservatório de Jati, no Ceará.

Com isso, fica impossibilitado o seguimento da água para o reservatório de Morros, também no Ceará, e Engenheiro Ávidos, em Cajazeiras (PB). Além dos municípios do Sertão da Paraíba, cidades do Rio Grande do Norte que serão abastecidas pelo eixo norte também ficarão sem a água da transposição até 2021.

“A infraestrutura já existe em parte do eixo norte, mas o caminho para a água chegar à Paraíba não foi terminado. Então, só veremos água da transposição pelo eixo norte em 2021, que é quando deverão ser concluídas todas as obras de infraestutura”, afirmou Porfírio.

Vazão do eixo leste

O presidente da Aesa também falou sobre a vazão do eixo leste da transposição, que segue sem funcionar para a Paraíba desde fevereiro. Segundo Porfírio, o problema deve ser solucionado pelo Governo Federal nos próximos dias.

“Estamos sem receber água pelo eixo leste desde fevereiro. Depois que o governo solucionar esse problema, voltaremos a receber os 3,65 metros cúbicos de água por segundo. Estamos também concluindo um estudo para solicitarmos a vazão desse eixo para 2020”, conclui Porfírio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias