E-mail

redaçã[email protected]

WhatsApp

00000000000

Anúncio
Decisão

Análise do processo de Ricardo ficará para 2020, diz STJ ao MaisPB

Ricardo Coutinho é um dos alvos sétima fase da Operação Calvário.

25/12/2019 10h05
Por: Imaculada Online
Fonte: Imaculada Online
122

A apreciação do agravo regimental da Procuradoria-Geral da República para reverter decisão do ministro Napoleão Maia, que concedeu habeas corpus ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), só será apreciado em 2020. Foi o que informou a assessoria do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao Portal MaisPB, na tarde desta terça-feira (24).

O processo foi encaminhado à relatora ministra Laurita Vaz  pela vice-presidente do STJ, Maria Thereza de Assis Moura, que deve colocar a análise para a turma do STJ apreciar a matéria e decidir se revoga ou não a decisão que soltou o ex-governador da Paraíba no último sábado (21). Maria Thereza pede urgência na votação da matéria assim que os trabalhos retornarem.

“Determino, tão logo se inicie o ano judiciário, o encaminhamento urgente deste recurso à eminente relatora, a quem caberá a sua análise e, inclusive, eventual reconsideração da decisão impugnada”, escreveu a ministra.

“Não vislumbro competência para, em decisão unipessoal, determinar a procedência de recurso de agravo que deve ser julgado pelo órgão colegiado, ou reconsiderado pela relatora do feito”, completou.

A PGR alega que não vê sentido na libertação de Ricardo Coutinho enquanto outros presos não tenham recebido liberação da prisão decretada.

Ricardo Coutinho é um dos alvos sétima fase da Operação Calvário. Ele é apontado como cabeça de uma organização criminosa que desviava recursos da Saúde e Educação através de fraudes com a contratação de Organizações Sociais.

MaisPB

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias